Escolha uma Página

O Cerro San Cristóbal em Santiago

Visitar o Cerro San Cristóbal em Santiago é um passeio imperdível para qualquer viajante!

 

Não há dúvida de que um dos melhores panoramas gratuitos em Santiago é o mega conhecido morro San Cristóbal. Oficialmente denominado Parque Metropolitano de Santiago, seus 722 hectares o fazem o maior parque urbano do Chile e um dos maiores do mundo. Seu topo mais alto chega até 879 metros, o que transforma seus visitantes em privilegiadas testemunhas das melhores vistas da cidade.

 

 

Utilizado antigamente como uma pedreira, da qual se extraiu material para várias obras, como a Ponte Cal y Canto, somente em 1867 surgiram as primeiras ideias e ações para transformar o Cerro San Cristóbal de Santiago em um pulmão verde de relevância dentro da estrutura da área urbana da cidade, com a construção, anos depois, do observatório e do monumento à Imaculada Conceição. 

 

Quais os principais atrativos do Cerro San Cristóbal em Santiago?

 

– Funicular del cerro San Cristóbal: Construído em 1925, o funicular tem sido sempre a forma mais tradicional de chegar ao cume do Morro. Monumento histórico de Santiago, sua rota de aproximadamente 500 metros tem três estações. A primeira, ou central, localizada no acesso à pedestres (Pionono 450), foi projetada pelo arquiteto Luciano Kulczewski, e consiste em um pequeno castelo, ladeado por duas torres de acesso estilo neomedieval. Tem uma capacidade para 40 pessoas e uma frequência entre 8 a 15 minutos. Depois, encontramos a estação que para no zoológico, onde, obviamente, você pode acessar o Zoológico Nacional do Parque Metropolitano. Finalmente, a estação do cume, que faz sua última parada no mirador da Virgem do Cerro San Cristóbal, que é o ponto culminante do morro e sua obra mais importante. Oficialmente inaugurada em 26 de abril de 1908, foi pensada inicialmente para que fosse o ponto final da peregrinação de devotos católicos da cidade. Diante da ausência de uma imagem original desde a qual projetar a mega escultura, decidiu-se fazer uma cópia da “Virgem de Roma”, de Giuseppe Obici, transportada de Paris de barco, separada em 42 caixas, nas quais foram distribuídas suas 46 toneladas de peso. Seu preço atual atingiria a enorme soma de 350 bilhões de pesos chilenos.

 

 

– Zoológico Nacional: Inaugurado em 1925, atualmente conta com uma população de mais de mil animais de 158 espécies nativas e exóticas. Sou completamente contra fazer um espetáculo com animais em cativeiro, por isso eu não visitei o zoológico, mas por ser um lugar de muita importância dentro da configuração do Cerro San Cristóbal em Santiago, tenho que considerá-lo. Pode ser uma boa visão geral para aqueles que querem se familiarizar com a fauna, uma vez que é possível conhecer os pinguins de Humboldt, a rã de Darwin e o majestoso Condor chileno,  o qual também pode conhecer sobrevoando os céus andinos, tanto nos centros de esqui, como no Cajón del Maipo durante os meses de verão. Sem dúvida, a melhor forma para ver o rei do céu chileno.

 

– Piscinas: As temperaturas altas na capital chilena durante o verão fazem desse panorama uma excelente opção para desfrutar o sol nessa estação. Para isso, o Cerro San Cristóbal conta com duas piscinas, Tupahue e Antilén, ambas rodeadas por vegetação nativa. Além disso, você poderá conhecer o famoso Mural de Pedra, desenhado pelo arquiteto mexicano Juan O’Gorman, na piscina Tupahue, mesmo arquiteto responsável pela Casa da Frida Kahlo y Diego Rivera no México.

 

 

– Jardim Japonês: Esse espaço encantador e único, desenhado pelo arquiteto Tadashi Asahi e construído em 1978, também é um lugar emblemático dentro do Cerro San Cristóbal em Santiago. Sua reinauguração pelo príncipe e pela princesa Hitachi, em 24 setembro de 1997, celebrou o centenário das relações diplomáticas entre Japão e Chile. Conta com 3.600 m2, nos quais se destaca a decoração típica de um jardim japonês tradicional: um moinho no centro, lanternas “yukimi”, além de flor de lótus, cerejeiras e bambus. Se você quiser ver um pôr do sol inesquecível, te recomendo visitar o mirante, desde o qual é possível ver as últimas luzes do dia desaparecendo em meio aos edifícios do bairro financeiro Sanhattan.

 

– Teleférico: Sem dúvida, desde que foi inaugurado em 1980, este sistema de transporte foi o preferido entre os Santiaguinos e turistas para poder chegar ao topo do Cerro San Cristóbal, pois ele oferece a melhor vista da cidade. Depois de vários anos, em 2016 o teleférico volta a abrir suas portas com uma cara renovada, um moderno sistema e um grande número de trabalhadores atrás do seu funcionamento e manutenção. 

Confira aqui tudo o que você precisa saber para desfrutar deste passeio pelas alturas.

A passagem custa $1.350 pesos chilenos por trajeto (R$ 7,00 aprox.) e $2.250 pesos (R$ 11,00 aprox.) de ida e volta.

Você pode conferir os preços no link oficial do site:
http://telefericosantiago.cl/homepage-teleferico-santiago-chile/tarifa-horario-y-condiciones/

 

 

Como entrar no Cerro San Cristóbal:

 

É possível acessar o Cerro San Cristóbal através de três entradas espalhadas por Santiago:

A entrada Pio Nono, localizada na rua Pio Nono 450, Recoleta, permite o acesso de visitantes de carro, a pé ou de bicicleta. É a partir desta entrada que sai o funicular que poderá te levar aos locais mencionados acima. Se você está de metrô, te recomendo descer na estação Baquedano e caminhar mais ou menos 20 minutos pela rua Pio Nono.

A entrada Pedro de Valdivia Norte está localizada na rua Pedro de Valdivia, s/n, no bairro de Providencia, e possibilita a entrada de pedestres, ciclistas e veículos. Você pode descer na estação do metrô Pedro de Valdivia e caminhar em direção norte pela rua com o mesmo nome (sentido ao morro).

A entrada Avenida Peru fica na Avenida Peru, 1001, no bairro de Recoleta. Atenção, esta entrada permite o acesso apenas a pedestres. A partir desta entrada é possível acessar o Parque Bicentenário da Infância. É a entrada mais longe do circuito hoteleiro da cidade, por isso se está em Las Condes, Vitacura ou Providencia, as entradas mais convenientes são as duas anteriores. Para chegar à essa, o mais fácil é pela estação do metrô Cerro Blanco.

 

 

Horários e valores das atrações do Cerro San Cristóbal em Santiago:

 

Funicular do Cerro San Cristóbal

Horários:  
Terça a Domingo e Feriados das 10:00 às 19:30
Segunda das 13:00 às 19:30 (nas primeiras segundas-feiras de cada mês o funicular fecha para manutenção).

 

Preços:

Dias da semana: 
Até o zoológico: adultos $800 pesos / crianças $500 pesos. 
Até o cume: adultos $1.500 pesos / crianças $1.000 pesos. 
Ida e volta: adultos $2.000 pesos /crianças $1.500 pesos.

 

Final de semana: 
Até o zoológico: adultos $1.000 pesos / crianças $650 pesos. 
Até o cume: adultos $1.950 pesos / crianças $1.300 pesos. 
Ida e volta: adultos $2.600 pesos /crianças $1.950 pesos.  

 

Zoológico do Cerro San Cristóbal 

Horários:

Verão: de terça a domingo e feriados das 10:00 às 18:00

Inverno: de terça a domingo e feriados das 10:00 às 17:00.

Preços:
Adulto:  $4.000 pesos / Crianças, +60 e estudantes: $2.000 pesos. 
O acesso de pedestres ao Zoo é pela portaria principal (Pío Nono 450) ou pelo funicular.

 

Piscina do Cerro San Cristóbal

Horário: Aberta ao público somente de novembro a março (verão chileno), de terça a domingo das 10:00 às 19:30 

Preços:
Piscina Tupahue:  Adultos $6.000 pesos / menores de 13 anos e maiores de 60 anos $3.500 pesos.
Piscina Antilen:  Adultos $7.500 pesos / menores de 13 anos e maiores de 60 anos $4.000 pesos.

Posts relacionados

As más experiências com táxi em Santiago do Chile

As más experiências com táxi em Santiago do Chile

Pegar táxi em Santiago do Chile pode ser uma tremenda dor de cabeça!   Não passa sequer um dia em que eu veja um táxi em Santiago do Chile e que eu não me lembre da experiência que vou contar para vocês. Comecei a criar uma impotência tão grande, que decidi...

Conhecendo um novo país: costumes chilenos para experimentar

Conhecendo um novo país: costumes chilenos para experimentar

Visitar um novo país e ir além do turismo ao conhecer os costumes do povo chileno   Quando chegamos em um novo país, indiscutivelmente nós gostaríamos de poder viver pelo menos alguma experiência genuinamente local, visitar algum lugar que não esteja cheio de...

As raízes da história chilena na Catedral de Santiago

As raízes da história chilena na Catedral de Santiago

As raízes da história chilena incrustada nas paredes da Catedral de Santiago   Se existe um lugar que carrega consigo a história de Santiago do Chile, esse lugar é a Catedral de Santiago. Desde a fundação da cidade, no dia 12 de fevereiro de 1541, Pedro de...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Dúvidas? Estamos por aqui!